Bate-papo sobre moda com o Reuse Brechó

REcomeçar, REpensar, REciclar, REfazer. Chegamos na era das reflexões, de REavaliar prós e contras, valores e necessidades.

De uns anos pra cá, todos os verbos são conjugados de uma só forma: REcomeçar, REpensar, REciclar, REfazer e assim por diante. Chegamos na era das reflexões, de REavaliar prós e contras, valores e necessidades. 

Nessa onda de REnovação, vemos projetos superbacanas tomando forma e assumindo papéis importantes no mundo da moda. É o caso do Reuse Brechó, de Pelotas/RS, que vem nos mostrando um novo jeito de consumir moda e atualizar o guarda-roupa: REutilizando roupas superdescoladas e com toque vintage. Espia só o papo superlegal que a gente teve com a Mariele Scholl, sócia-fundadora do projeto:

#NAREAL: Como surgiu o Reuse Brechó?

Mariele: O REUSE surgiu de uma reflexão pessoal, que acabou sendo compartilhada com uma grande amiga (Lúcia, também sócia do projeto). Há um tempo vinha repensando o meu armário e a forma como eu consumia. Montei uma espécie de armário cápsula, fiquei vivendo com ele por um tempo, até que percebi que as roupas que tinham ficado em malas, apesar de novas e lindas, não faziam mais sentido pra mim. Descobri também, que aquelas roupas podiam ser objeto de desejo.

#NAREAL: O posicionamento da marca é totalmente voltado para o movimento de consumo consciente. Levantar essa bandeira foi uma preocupação desde o início do projeto? Ou acabou acontecendo com o tempo?

Mariele: Na época que criamos o REUSE fazer algo com um propósito, algo que realmente fizesse sentido pra nós, já era algo que buscávamos, mas essa preocupação só foi aumentando com o tempo. Eu sempre penso que o nosso foco não é vender e, sim, construir uma nova imagem sobre roupas usadas. É sobre oferecer um produto diferenciado, megaselecionado, e mostrar a moda de uma maneira divertida e estilosa através da prática do reuso. 

 

#NAREAL: Quem faz e como funciona a curadoria dos produtos que vocês vendem?

Mariele: Eu e a Lúcia somos responsáveis pela curadoria dos produtos. Buscamos peças independente da marca, mas que estejam em perfeito estado de conservação e que tenham muita qualidade. Também garimpamos peças pelo mundo. Ano passado fizemos três viagens: fomos para Los Angeles, Flórida e Paris. Esse ano já temos confirmada uma ida para Europa em junho. Nessas viagens, garimpamos em brechós, feiras de ruas e trazemos as peças mais incríveis que encontramos por lá! 

#NAREAL: O mais incrível do reuso, são as histórias que essas roupas carregam consigo. Alguma das peças de vocês tem uma história incrível que vocês amaram saber?

Mariele: Encontramos uma parka militar americana da guerra do Vietnã (anos 60). Pesquisamos através da etiqueta interna todas as informações sobre ela. Além de tudo, ela carregava os patches originais da época. Incrível! O militarismo já estava super em alta, mas a peça ganhou um destaque muito maior em razão da história. 

  

#NAREAL: Vimos no site de vocês várias bags ecológicas. Como funciona esse processo?

Mariele: Sim!!! São as REUSE bags, nome especial que demos as ecobags que customizamos à mão. Queremos muito incentivar nossas clientes a carregar sempre consigo uma ecobag e, assim, recusar sacolas plásticas por aí. E tem sido superlegal, sabe? Frequentemente cruzamos com clientes (re)usando elas por aí. 

 

#NAREAL: E, a pergunta que não quer calar: qualquer pessoa pode enviar suas peças para o Reuse? Quais os pré-requisitos?

Mariele: Siiiim, qualquer pessoa pode enviar peças para o REUSE, de todo Brasil. Quem estiver repensando o armário, fazendo aquela limpa, pode entrar em contato conosco. Os pré-requisitos para a nossa seleção são: peças em perfeito estado de conservação, que se encaixem no estilo do REUSE – sendo vintages ou atuais. O principal é que estejam de acordo com as tendências de moda, naquele mood bem descolado mesmo.  

 

Legal, né gente? E tem mais: Para a galera que for do Sul, ou estiver passando por lá, nos dias 17 e 18 de maio acontece a oitava edição do Open Reuse, em comemoração aos dois anos do brechó. O evento superlindo vai rolar no Now Galeria, em Pelotas/RS.

 

 



1
Mãe é mãe - Especial CRIS MANFRO
#NAREAL_comportamento - 11.05.2018

Mãe é mãe - Especial CRIS MANFRO

A mãe do Lucas (32), do Henrique (25), da Mirela (35) e da Milena (25), nos falou sobre amor e maternidade muito além do quesito biológico. Ao lado das filhas, ela também contou sobre a experiência que vive atualmente como avó dos dois filhotes da Mirela. 
leia todo o conteúdo >
Mãe é mãe – Especial MAYA RUSCHEL
#NAREAL_comportamento - 10.05.2018

Mãe é mãe – Especial MAYA RUSCHEL

Continuando nosso diário especial de mães, vamos mostrar um pouquinho das experiências da Maya, de 32 anos - mãe da Valentina e da Selina. 
leia todo o conteúdo >