A melhor closet session de todas

Chegar em casa com vááárias sacolas depois de um dia de compras e começar a arrumar o guarda-roupa é maravilhoso, né? Sensação melhor do que essa só a de ter a consciência tranquila de renovar o closet sem agredir o meio ambiente.

A melhor closet session de todas

Mudanças climáticas, consumismo desenfreado e geração de lixo em excesso deixaram se ser assuntos a serem discutidos e se tornaram realidades. Ter uma visão consciente sobre esses assuntos é uma necessidade urgente.

Nossas compras de roupas e calçados interferem diretamente na indústria, gerando a produção de mais itens. Mas será que tem como conciliar a sonhada closet session com a preservação do meio ambiente? A gente responde que sim, e vamos te mostrar como. Vem ver <3

 

Garimpar é preciso

Cada vez mais populares, os brechós já conquistaram nossos corações. Essa modalidade de lojas - itinerantes ou não – surgiu por volta do século XIX, quando era comum acontecer trocas de peças de segunda mão nas ruas mesmo, os famosos “Mercado de Pulgas”. Com o passar do tempo, os brechós foram se popularizando até se tornarem o sucesso que são hoje. Muitos eventos estão arrecadando peças apenas através de doações e revertendo todo o valor das vendas para ONGs e outras instituições sem fins lucrativos, indicando que estamos mudando nossa mentalidade para construir um mundo menos consumista.

E o que você tem a ver com isso? Ficar atenta aos próximos brechós antes de comprar aquela blusinha básica é fundamental para poupar seu dinheiro e também o planeta. Muitas peças que encontramos nos brechós nunca foram usadas, ou são praticamente novas. É preciso garimpar um pouco, mas vale a pena. Aproveite o momento para levar as amigas e aproveitem para colocar a conversa em dia enquanto buscam pelos famosos “achados”.

 

Isso me traz alegria?

Beleza, você já frequenta brechós e garimpa parte de suas roupas lá. Esse é o primeiro passo. De nada adianta sair do brechó com várias peças e quando chegar em casa perceber que comprou várias coisas repetidas. O preço pode ser um grande atrativo para comprar em grande quantidade, mas sempre tem aquelas peças preferidas que usamos mais, deixando outras esquecidas.

Planejar-se antes de ir as compras pode ser uma saída. Uma lista dos itens que você realmente precisa evita gastos e volume de peças desnecessário. Dê uma de Marie Kondocoloque todas as suas peças de roupa sobre a cama e separe em uma pilha especial aquelas que te trazem sentimentos bons. Tudo o que não te agrega você separa em outras duas pilhas: o que pode ser doado e o que não pode.

Assim você terá uma noção real das peças que mais usa e que realmente te fazem bem, abrindo espaço para os novos outfits. Ah, quando for montar a lista, lembre-se de pesquisar peças que permitem diversas combinações diferentes, assim você vai repetir as peças várias vezes sem enjoar.

 

Invista em produtos duráveis

Sabe aquela roupa que você comprou no ano anterior, mas a tendência passou e você se sente estranha usando? E aquela calça que você lavou uma vez e ela desbotou toda? Uma outra super dica para ter um guarda-roupa mais consciente é investir em peças duráveis, tanto no sentido da atemporalidade, quanto na qualidade dos materiais.

Pesquisar sobre a marca e sobre os materiais que compõem cada peça, vai te ajudar a saber se vale a pena ou não o investimento. Além de tomar cuidado com valores muito altos em itens que surgiram como tendência bombástica, mas que, provavelmente, já estarão ultrapassados nas estações seguintes.

Os produtos da Cravo & Canela são um bom exemplo. Além de produzidos com materiais de qualidade para garantir a durabilidade, são desenhados buscando a atemporalidade. Assim você pode usar por várias estações.

 

Closet Sessions

Agora você tem um guarda-roupa lindo e maravilhoso, recheado (mas sem exageros) de peças com significado. Isso não quer dizer que precisa ficar com as mesmas roupas para sempre. Enjoou? Que tal chamar as amigas em casa para vocês trocarem alguns looks?

A Closet Session é uma forma sustentável e econômica para atualizar o guarda-roupa. Inclusive, existem feirinhas e aplicativos que instigam a troca de peças, permitindo o encontro de pessoas, até então desconhecidas, que queiram desapegar e garimpar novas peças.

Você mesma pode organizar uma feira de troca. É só arranjar um lugar amplo, disponibilizar mesas, prateleiras ou cabides para as roupas serem expostas e um espaço para servir de provador. Caso queira tornar o evento ainda mais interessante, peça para cada um levar um prato ou bebida, assim a feira se transforma numa verdadeira confraternização.

  

Além de ajudar o meio ambiente, ter um guarda-roupa com peças que tenham significado muda a nossa forma de pensar a respeito do consumo. E quando nos dermos conta, estaremos aplicando esses ideais em outros aspectos da vida, sendo muito mais críticos com aquilo que queremos presente em nosso dia a dia.

 

Agora é a sua vez! Partiu fazer uma faxina no armário? Depois conta pra gente como foi, e de que forma desapegou dos itens que não tinham mais significado pra você.



1
Elas usam e (como sempre) arrasam
#NAREAL_Moda - 31.01.2020

Elas usam e (como sempre) arrasam

Ainda tem alguma dúvida de que o coturno é o calçado mais versátil, eclético e muso de todos? Então vem ver essa seleção fresquinha de looks e se inspire!
leia todo o conteúdo >
Alerta novidade: 3 tendências para aderir nesse outono/inverno
#NAREAL_moda - 22.03.2019

Alerta novidade: 3 tendências para aderir nesse outono/inverno

O outono mal começou, e já trouxe com ele várias novidades superdescoladas para incrementar nossos looks urbanos.
leia todo o conteúdo >
7 days, 7 shoes!
#NAREAL_Moda - 31.05.2019

7 days, 7 shoes!

Quem aí também tem o guarda-roupa cheinho e na hora de montar o look do dia não sabe como misturar certas peças?
leia todo o conteúdo >